Área de Abrangência

Área Reunir Área de Abrangância / Nome
I Norte e Noroeste Fluminense Polo I – Betânia Polo XVII – Efraim
II Serrana Polo IV – Cafarnaum
III Sul e Centro Fluminense Polo III- Nazaré Polo IX- Damasco Polo XII – Caná da Galiléia
IV Baixada Fluminense e Petrópolis Polo II – Belém Polo V – Jericó Polo XV – éfeso
V Litorânea e Regiâo dos Lagos Polo XI – Cananéia Polo XIX – Galiléia
VI Capital A (Zona Oeste e Costa Verde) Polo VI – Cesaréia Polo XVI – Betsaida
VII Capital B (IrajÁ e adjacâncias) Polo VII – Samaria Polo XIV – Magdala Polo XX – Genesaré
VIII Capital C (Centro, Zonas Norte e Sul) Polo VIII – Jerusalém Polo XIII – Emaús Polo XVIII – Tarso
XI Grande Niterói Polo X – Jope

Limite Máximo por Polo:

O polo deverá ter um mínimo de 100 inscritos e um limite máximo de 300 inscritos.

1º – A proporção sugerida é de 1 trabalhador para cada 3 jovens.

2º – Os Polos que não atingirem o limite mínimo ou ultrapassarem o limite máximo, deverão analisar o remanejamentos dos participantes para a segunda opção indicada pelo trabalhador ou confraternista. Esta análise deverá ser feita em conjunto com a CG/CEERJ.

3º – Os polos que não alcançarem a relação sugerida entre trabalhadores e jovens, poderão solicitar apoio aos outros polos.

A Multiplicação de Polos ocorrerá sempre que o número de participantes ultrapassar a quantidade fixada. Esta proposição se baseia no atendimento à demanda de jovens na região, ao surgimento de lideranças, à expansão do movimento espírita e a criação de laços que favoreçam o movimento de unificação.